segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Não consigo apagar este blog!!



Ok, gente, vocês pediram, mandaram e-mails, recados, todos encarecidos, e botei o blog no ar de novo.

Eu havia pensado que era mais jogo manter o blog via facebook, disponibilizando lá os posts daqui e outras informações e baboseiras; não pensei na pressão de 1.200 acessos diários que o blog tem, mesmo sem atualizações. O facebook tem em média 3.500 pessoas de alcance, já chegamos a 54.000 com a publicação dos signos relacionados à dança do ventre. Um uau mesmo, algo muito bom em tão pouco tempo.

É, horrível dizer isso, mas eu não estou dançando mais no meio. Sabe, me encheu o saco aquela coisa de se apresentar, de ter que ser de um tipo, de um jeito, se "adestrar", se "enturmar", eu ainda boto música árabe para arrumar a casa, mas não me sinto envolvida o suficiente para participar de algum grupo de dança, até porque nunca quis me profissionalizar. Uma menina me perguntou se estava fechando o blog por medo de ser plagiada novamente, cara, nem, na verdade caiu uma ficha sinistra que tudo é copiado, sabe? Especialmente se aquilo toca as pessoas, positivamente ou negativamente. Eu também arrumei barraco sem necessidade com as adoradoras da deusa-mãe, nem era minha intenção. Eu simplesmente não me toquei que meu blog era formador de opinião, que aqui eu não estou só falando o que me vem à cabeça, estou passando também pontos de vista que impactam de alguma forma, seja pela grande acessibilidade que o blog tem, seja porque eu me meto em tudo mesmo. Claro que meu tom áspero ao escrever prejudicou mais ainda as coisas, e confesso que sou irônica pacas, isso irrita quem se vê atingido pelas minhas críticas. E eu não tenho paciência quando algo me parece absurdo (ainda que eu me permita mudar de opinião ----> meu mote comprovado epistemologicamente por quem convive comigo).

Sei lá, sabe quando você já faz um esforço sobre-humano para escrever no blog, marido em casa pentelhando porque você está perdendo tempo com algo frívolo, enquanto deveria estar estudando, escrevendo artigos, participando dos eventos de pesquisa com a cabeça a 100%, e ainda ter que aguentar um bando de gente que te odeia gratuitamente? Que te chama de arrogante, burra, fresca, mentirosa, "encosto", só porque não concordam com você? Ou porque queriam que você fosse amiguinha deles, mas você não é amiga de qualquer um, ou só por que todos dançamos, todos nos amamos? Ok, educação, bom senso, cordialidade, mas comprar a briga das pessoas e seus ódios alheios pra ficar "bem na fita" (porque o que vejo é grupo contra grupo, dançarina contra dançarina, tudo por discordância de opinião), cadê o profissionalismo? Isso também me fez pensar que estava aqui perdendo tempo, e não ganhando oportunidades, abrindo horizontes, aprendendo com a dança.

Bem, mas o blog está aí para provar que o seu passado é importante, que as palavras que coloquei aqui com o coração, duras ou não, fazem a diferença para muita gente, gente esta que pediu para ele voltar. Ridículo, isso não? Apagar e voltar no dia seguinte? To me sentindo meio anta, haha. Mas tantos depoimentos bonitos me fizeram pensar que fechar o blog não apaga sua história, eu não posso fingir que não estive aqui nesses 3 anos, escrevendo, amargurando, despejando, rindo, chorando, brigando, ironizando, quebrando a cara, informando, pensando... É, não dá para ser apagado.

O blog também sou eu.

Aqui a minha última apresentação como dançarina do ventre, para compartilhar meus primeiros e últimos passos tortos com vocês:


8 comentários:

cassia disse...

Bom dia......... Me chamo Cássia e já postei as msg anteriores no blog da http://dancadoventrevinhedoatelier.blogspot.com.br
quero adquirir essa roupa branca da dança do ventre branca vc sabe como faço.........
por favor entre em contato comigo pelo meu email morgana_kk@hotmail.com
aguardo...........
Estou desesperada..... pois minha amiga vai se casar e quer dançar para o marido......
Por favor me ajude..........
Obrigada..

Tina disse...

Vc tomou a melhor decisão. O blog é fonte de pesquisas, de informações valiosíssimas. Seria um desperdício deletá-lo. Fico feliz, Dani! :)

Laura disse...

Não abandone o blog!!! É um dos melhores do Brasil como fonte de informação!!!
E, cara, sempre vai ter alguém que discorde da gente... algumas dessas pessoas vão discordar de forma educada e profissional, outras não... mas isso acontece em qualquer lugar e qualquer meio, não só na dança do ventre :-)
Fico triste que você pare de dançar... a dança é para todos, não só para as divas de sempre ou bailarinas capa de revista!
Beijos no seu coração :-*

Escritora, dançarina, artesã. Viciada em chocolate, The Sims, Beats Antique. disse...

Oi amore!
Tenho um blog desde 2009 e lido com os mesmos conflitos que você. Antes eu me expunha muito nos posts e arcava com comentários maldosos, agora aprendi a moderar as palavras. Tem vez que fico com a cabeça oca para postar algo, tem outras que minhas ideias vão a mil. Quando estou com bastante ideias, programo as postagens para criar uma frequência, ao invés de postar tudo de uma vez. E quando estou com a cabeça oca... Bem, o jeito é inventar né? Por isso fico publicando relatórios de lugares, livros, eventos e até pessoas.
Ainda assim, não tenho muitos seguidores e acho que quase ninguém acompanha meu blog =/ Todavia, o que me importa é que me faz bem escrever lá.

Conseguiu se identificar? rs.

Quanto a Dança do Ventre, eu também estou um pouco afastada. Entrei numa academia de dança e detestei a maneira como rotulam as dançarinas. E meu problema em fazer parte de grupos é que tenho que lidar com ritmos e movimento que não gosto ou não sou boa. Tenho meu próprio jeito de dançar, e quando crio minha própria coreografia e me apresento sozinha vejo que todos se encantam. No momento, estou mais ligada a workshops, as aulas especificas me ajudam a melhorar um movimento sem focar em nada maior. Mas isso me prejudica um pouco, não fazer parte de um grupo, não fazer aulas pagas, as oportunidades se esvaem, você fica com pouca credibilidade. Além disso, o que sinto mais falta é da sala espelhada, rs, aqui em casa não tenho o menor espaço para dançar!
Enfim, acompanho outros blogs para estudar mais sobre dança, já que não estou tão focada em aulas práticas, e desde que comecei a ler seu blog eu passei a me sentir mais parte da dança, mais dançarina. Mesmo que às vezes eu discorde de alguma coisa ou não entenda bulhufas do que você fala, rs, isso desperta em mim uma curiosidade de pesquisar mais, um desejo de me aperfeiçoar, uma vontade de provar que não é assim, rs.

Tenho certeza que seu blog significa muito para outras pessoas assim como para mim, cada um tem seu motivo para se identificar com suas palavras.

Quando pensei em desistir de escrever, me veio a mente isso: Preciso levar em consideração as pessoas que gostam do que escrevo, mesmo que sejam em menor quantidade, é para elas que tenho que escrever, é a opinião delas que me importa. Se eu agrado um, então escreverei para esse um.

Beijocas

Marcela Castro disse...

Como assim apagar esse blog??? Ele já faz parte da vida de mtas bailarinas e de mtas futuras q passarão por aqui....Mesmo que você não atualize o blog apagá-lo não seria a melhor saida...Ainda bem q desistiu e que continuaremos com essa fonte de informações....Bjsssss e sucesso pra vc (seja em qual área for)

Tatiane Inacio disse...

77 TTNatiSalam!
É raro encontrar um bom blog sobre dança ou cultura árabe em português.
Encontrei seu Blog a pouquíssimo tempo e favoritei-o na horaaaaaa.
Tem muita coisa importante aqui.
Não desista, vá com calma, não se sinta na pressão de atualiza-lo sempre.
Mas por favor não exclua-o.

Shoukran

Hanna Aisha disse...

Celia querida

soube disso há um tempo atrás e fiquei preocupada.

Não faça isso mesmo! Seu blog é referência sim de muita gente!

Entendo você perfeitamente e por conta de fóruns e blogs acabei ganhando problemas que vão além dos comentários. Infelizmente. Mas faz parte receber críticas duras quanto se tem personalidade e opinião próprias.

Vai passar, acredite em mim.

E sobre a dança, acho que você não deveria deixar de fazer e sim, encontrar a professora que te faça bem.

Beijos

Anônimo disse...

Vamos lá...
1- Seu blog é um dos únicos blogs do BRASIL (vou falar de novo, do BRASIL) que realmente consegue abordar a dança do ventre como arte, uma forma de expressão que assim como tantas outras deve ser ESTUDADA de forma séria (lógico não impossibilitando muito menos menosprezando quem a pratica como hobbie).
2- 2-Seu espírito é crítico, você é audaciosa (no bom sentindo), intensa, algumas pessoas não conseguem apreciar tais qualidades, muito menos quando seus paradigmas são abalados por opiniões alheias, mas não vamos entrar em detalhes (elas que vão fazer terapia que ganham mais  ).
3- Flor além desse blog ser parte de você, pense em quantas pessoas você ajuda apenas com suas palavras, quantas pessoas tem carinho por ti e utilizam você como ponte para o conhecimento...Sem querer você é muito mais professora que muitas figurinhas por aí.
Um beijo de quem lhe admira muito e espera que seu trabalho continue!
Sabe aquela frase “tu é responsável por aquilo que cativas”? Então agora ferrou!

Related Posts with Thumbnails